top of page
parceiros-dermaconecta.png

Otoscopia veterinaria

Atualizado: 25 de mai. de 2023

As otites são condições frequentemente encontradas em animais de estimação e é um dos grandes motivos de busca de atendimento veterinário. Estima-se que a prevalência das doenças do canal auditivo em cães gira em torno de 10 a 20%. Essas doenças representam desafios diagnósticos e terapêuticos para os veterinários e podem ser fonte de frustração para muitos tutores de pets.


O que é o exame otoscópico?

O exame otoscópio veterinário é um procedimento realizado por um médico veterinário para examinar o canal auditivo utilizando um instrumento chamado otoscópio. O otoscópio é uma ferramenta projetada para permitir a visualização e a avaliação das estruturas do conduto auditivo do animal.


O otoscópio veterinário é semelhante ao otoscópio usado na medicina humana, mas possui algumas adaptações para atender às necessidades anatômicas dos animais. Esse instrumento consiste em um dispositivo com uma fonte de luz, que é inserido no canal auditivo do animal para iluminar a área e permitir uma visualização clara. O otoscópio também possui uma lente de aumento que amplia a imagem, facilitando a observação de detalhes.


Durante o exame otoscópico, o veterinário consegue examinar cuidadosamente o canal auditivo do animal, verificando a presença de inflamação, infecção, acúmulo de cerúmen e outros problemas. Esse exame é especialmente útil para diagnosticar condições como otite (inflamação do ouvido), presença de corpos estranhos no ouvido, tumores, perfurações do tímpano e outras anormalidades.


O exame otoscópico veterinário é geralmente realizado em consultórios veterinários ou clínicas, e é uma parte importante da avaliação de problemas relacionados aos ouvidos dos animais. Com base nas observações feitas durante o exame, o veterinário pode recomendar tratamentos adequados, como administração de medicamentos, realização de testes adicionais, etc.


Porém, em alguns casos crônicos de otite externa, não é posível visualizar a membrana timpânica no exame inicial. Dessa maneira, a lavagem ótica poder ser necessária para limpar o conduto auditivo de modo a permitir a visualização da membrana timpânica.


Video-otoscopia veterinária

A vídeo-otoscopia é um avanço tecnológico na área da otoscopia veterinária. Ela utiliza um endoscópio curto e rígido com uma câmera de vídeo para visualizar o canal auditivo em uma tela ampliada. Essa técnica permite uma visualização mais precisa, auxiliando no diagnóstico e tratamento das otites, além de possibilitar a documentação digital dessas condições.


O endoscópio de vídeo possui fibras óticas que transmitem luz para iluminar o canal auditivo e também contém um canal de trabalho que permite a utilização de instrumentos especiais que permitem a limpeza, a remoção de objetos estranhos ou até mesmo a realização de biópsias. Em alguns casos, os pacientes podem ser examinados com vídeo otoscopia enquanto estão acordados, o que é conveniente para procurar infecções ou corpos estranhos. No entanto, a maioria dos pacientes com otite sente incômodo, o que requer a sedação ou a anestesia para obter imagens e realizar procedimentos como biópsias, extração de pólipos ou miringotomia (cisão da membrana timpanica).


A video-otoscopia tem se destacado como uma ferramenta prática e eficaz no diagnóstico e manejo das otites externa e média, pois apresenta diversas vantagens em relação à otoscopia convencional. O video-otoscópio fornece um alto grau de ampliação, permitindo maior visualização e resolução detalhada do canal auditivo e da membrana timpânica. A imagem ampliada no monitor é muito superior à visão obtida por meio de um otoscópio portátil. A luz é posicionada na ponta do otoscópio endoscópico e não na base do cone como no otoscópio portátil convencional.


Ao usar o videootoscópio no paciente na sala de exame, o cliente pode visualizar o conduto auditivo e participar da avaliação, o que pode resultar em maior adesão do ao uso dos medicamentos prescritos,.


A vídeo otoscopia veterinária oferece uma série de benefícios, tais como:

  • Visualização mais detalhada do canal auditivo

  • Remoção eficaz de fluidos do conduto

  • Limpeza eficiente de cerumen, infecções e ácaros da orelha

  • Diagnóstico e biópsia de tumores no ouvido

  • Amostragem precisa para cultura bacteriana

  • Avaliação da orelha média


Uma das principais causas da otite crônica em cães é a atopia, mas também é comum a incapacidade da limpeza do ouvido por parte dos tutores. Em muitos casos, o material está firmemente aderido à membrana timpânica, tornando necessário o uso de um video-otoscópio para removê-lo com segurança. A não remoção desses detritos aderentes pode dificultar o mecanismo de autolimpeza do conduto auditivo, conhecido como migração epitelial. Muitos casos de otite recorrente podem ser devidamente tratados apenas por meio de uma limpeza profunda e adequada do canal auditivo. Quando a otite média está presente e a miringotomia (cisão da membrana timpanica) é necessária, ela só pode ser realizada com precisão e segurança utilizando um video-otoscopio.


Considerações finais

Um exame otoscópico convencional deve ser realizado em todos os animais com otite externa. Durante esse exame, é importante avaliar a presença de inflamação, exsudato, estenose e proliferação na orelha. Caso os condutos auditivos apresentem sinais de eritema, proliferação, estenose ou úlceras, pode ser necessário administrar glicocorticoides tópicos ou sistêmicos por um período de 2 a 3 semanas, a fim de reduzir a inflamação e a dor, proporcionando condições adequadas para um exame otoscópico mais preciso.


Em resumo, a video-otoscopia também é uma técnica valiosa e avançada para o exame do conduto auditivo, permitindo uma visualização detalhada das estruturas internas em tempo real. Essa abordagem oferece uma melhor compreensão das condições otológicas, como otites, tumores e obstruções, auxiliando no diagnóstico e tratamento adequados. Através da vídeo-otoscopia, os veterinários podem oferecer tratamentos mais eficazes para problemas de ouvido em animais de estimação.



Sobre a autora

Dra Aline Santana é médica veterinária formada pela Universidade Federal de Viçosa, com residência em clínica médica de pequenos animais pela mesma instituição. Possui mestrado e doutorado em Ciências pelo Departamento de Clínica Médica da FMVZ/USP, com período de intercâmbio realizado no exterior (University of Minnesota, Estados Unidos). Desde 2012, Dra. Aline Santana é sócia da Sociedade Brasileira de Dermatologia Veterinária (SBDV). Durante o período de 2015 a 2021, atuou como diretora de mídias e colaboradora da SBDV.


Referências

Cole LK. Otoscopic evaluation of the ear canal. Vet Clin North Am Small Anim Pract 2004; 34(2): 397-410. PMid:15062615. http://dx.doi.org/10.1016/j.cvsm.2003.10.004


Myringotomy in dogs: Contamination rate from the external ear canal - a pilot study

2020, Veterinary and Animal Science




Comments


newsletter-dermatologia.png

Newsletter

Mais recentes

banner-lateral.png

Categorias

bottom of page