top of page
parceiros-dermaconecta.png

Resistência antifúngica na dermatologia veterinária: Um desafio clínico no horizonte?

Nesse artigo, nós endereçamos um assunto ainda pouco discutido na dermatologia veterinária e até mesmo na medicina veterinária em geral: a resistência antifúngica.


Destaco aqui alguns pontos de discussão:

Já há relatos indicando que espécies fúngicas comumente associadas a infecções cutâneas em cães e gatos, como Malassezia spp, Sporothrix e Microsporum, estão demonstrando suscetibilidade reduzida ou mesmo resistência completa aos antifúngicos comumente utilizados na prática clínica.


Infelizmente, o tema da resistência antifúngica tem recebido pouco espaço na agenda da dermatologia veterinária. Assim, os perfis genotípicos e fenotípicos ainda são pouco explorados.


Reforçamos dois principais pontos nesse artigo: a necessidade de conscientização clínica sobre o uso racional de antifúngicos e a importância de esforços colaborativos na comunidade científica para desenvolvermos estratégias baseadas em evidências.


Essas estratégias serão essenciais para enfrentarmos um problema que tende a se tornar prevalente nos consultórios veterinários.


Referência

Santana et al. Drug resistance in fungi of dermatological interest: A clinical challenge on the horizon? Vet Dermatol. 2023


Sobre a autora desse post 

Dra Aline Santana é médica veterinária formada pela Universidade Federal de Viçosa, com residência em clínica médica de pequenos animais pela mesma instituição. Possui mestrado e doutorado em Ciências pelo Departamento de Clínica Médica da FMVZ/USP, com período de intercâmbio realizado no exterior (University of Minnesota, Estados Unidos). Desde 2012, Dra. Aline Santana é sócia da Sociedade Brasileira de Dermatologia Veterinária (SBDV). Durante o período de 2015 a 2021, atuou como diretora de mídias e colaboradora da SBDV.

Comments


newsletter-dermatologia.png

Newsletter

Mais recentes

banner-lateral.png

Categorias

bottom of page