top of page
parceiros-dermaconecta.png

Cytopoint: Bula, dose, tudo o que você precisa saber para dermatite atópica canina

Atualizado: 7 de nov. de 2023


Cytopoint bula

Está procurando a bula do cytopoint? Clique e faça o download abaixo!

cytopoint-bula
.pdf
Fazer download de PDF • 460KB




Qual a dosagem de Cytopoint?

De acordo com o fabricante, o protocolo de dosagem é de 2,0mg/kg administrado por por via subcutânea a cada 4-8 semanas, conforme necessidade de cada animal. O veterinário será responsável por verificar a resposta do seu cão ao Cytopoint para determinar com que frequência seu cão deve receber a injeção.


O Cytopoint está disponível em frascos de 1 mL com quatro diferentes concentrações de anticorpo (10, 20, 30 ou 40 mg/mL).


Cytopoint o que é?

Cytopoint (lokivetmab) é um anticorpo monoclonal caninizado. Os anticorpos monoclonais agem de maneira específica nas citocinas e por isso são considerados terapias alvo.


Citocinas: são moléculas de sinalização secretadas por células do sistema imunológico em resposta a um estímulo, como uma infecção ou inflamação


Cytopoint age bloqueando a interleucina-31 (IL-31) que é uma das citocinas envolvida no prurido (coceira). Ao se ligar e bloquear a ação da interleucina-31, o lokivetmab reduz o prurido na pele.


Cytopoint para que serve?

Cytopoint auxilia na redução dos sinais clínicos associados à dermatite atópica em cães. A principal vantagem dessa terapia é o início rápido de sua ação.


Cytopoint como age?

Ele exerce sua atividade terapêutica através da neutralização das IL-31 solúveis. A citocina IL-31 é uma das mais bem documentadas em cães e está envolvida na ativação da cascata bioquímica e do prurido. A atividade pruriginosa não controlada pode levar à quebra das barreiras cutâneas e infecção secundária.


Cytopoint efeitos colaterais

Os efeitos colaterais relatados foram relacionados a dor/desconforto durante a aplicação pela via subcutânea. Além disso, um estudo mostrou vômitos, diarreia e letargia em uma pequena porcentagem de cães tratados.


De acordo com o fabricante, o Cytopoint é seguro para a maioria dos cães, mas em casos raros, alguns podem ser hipersensíveis ou desenvolver uma reação alérgica (anafilaxia). Os sintomas podem incluir sonolência grave, fraqueza, colapso, dificuldade para respirar, vômitos, inchaço facial ou urticária.


Cytopoint ou apoquel

Entenda a diferença: clique aqui

Fonte: Zoetis

**** O tratamento com Cytopoint requer a avaliação e acompanhamento clínico do animal. Consulte um Médico Veterinário.


Leia também: Cytopoint ou Apoquel


cytopoint tabela
CYTOPOINT TABELA

Fonte da imagem: Zoetis


Perguntas frequentes da internet

O que é Cytopoint e para que serve?

O cytopoint é usado na terapia multimodal para tratar a dermatite atópica canina. Ele promove o alívio do prurido (coceira). Consulte um Médico Veterinário.


Para que serve vacina Cytopoint?

O cytopoint é usado para tratar as manifestações clínicas da dermatite atópica em cães. Ele promove o alívio do prurido (coceira). Consulte um Médico Veterinário.


Qual melhor Cytopoint ou Apoquel?

Essas medicações tem propostas diferentes. O cytopoint pode ser indicado para cães que tem dificuldade em ingerir medicamento por via oral, incluindo cães com menos de 12 meses de idade. Já o apoquel é uma medicação que promove aívio rápido do prurido (coceira)/inflamação e pode ser ser interrompida quando necessário (flexibilidade). Consulte um Médico Veterinário.


Quando usar cytopoint?

O cytopoint é usado para tratar as manifestações clínicas da dermatite atópica em cães. Ele promove o alívio do prurido (coceira). Consulte um Médico Veterinário.


Qual a dosagem de Cytopoint para cachorro?

De acordo com o fabricante, o protocolo de dosagem é de 2,0mg/kg administrado por por via subcutânea a cada 4-8 semanas, conforme necessidade de cada animal. O veterinário será responsável por verificar a resposta do seu cão ao Cytopoint para determinar com que frequência seu cão deve receber a injeção.


Quais os efeitos colaterais do Cytopoint?

Os efeitos colaterais podem incluir: dor/desconforto durante a aplicação pela via subcutânea, vômitos, diarreia e letargia em uma pequena porcentagem de cães tratados.


De acordo com o fabricante, o Cytopoint é seguro para a maioria dos cães, mas em casos raros, alguns podem ser hipersensíveis ou desenvolver uma reação alérgica (anafilaxia).


Quanto tempo dura o efeito do Cytopoint?

O cytopoint começa a agir em 24h o efeito se mantém por mais de 30 dias após a aplicação.


Quem aplica Cytopoint?

As aplicações de Cytopoint devem ser administradas apenas por médicos veterinários.


Qual melhor tratamento para dermatite atópica em cachorro?


Injeção cytopoint

Sim! O cytopoint é uma medicação injetável.


O Cytopoint está disponível apenas mediante prescrição e deve ser administrado em uma clínica veterinária.


Cytopoint funciona

Sim! No entanto, a terapia da dermatite atópica envolve uma associação entre tratamentos sistêmicos e tópicos. Consulte o Médico Veterinário responsável.


Cytopoint valor

A venda é sob prescrição de um veterinário. Portanto, consulte seu veterinário de confiança.


Cytopoint vs apoquel

Quer entender melhor as diferenças e particularidades de cada um? Consulte esse post: Cytopoint ou Apoquel


Cytopoint armazenamento

Armazenar em uma geladeira com temperatura entre 2°C e 8°C, de acordo com as instruções do folheto do produto.


Cytopoint preço

Cytopoint é uma medicação administrada por via subcutânea e por isso requer a presença de um Médico Veterinário. Os preços vão variar de acordo com a tabela da clínica do profissional.


Cytopoint 40 mg preço

Cytopoint é uma medicação administrada por via subcutânea e por isso requer a presença de um Médico Veterinário. Os preços vão variar de acordo com a tabela da clínica do profissional.

CYTOPOINT

Como age?

Bloqueio da IL-31

Dose

2,0mg/kg

Via de admnistração

Subcutânea

Efeitos colaterais

Dor na aplicação, vômitos, diarreias, letargia

Princípio ativo

Lokivetmab

Preço

Consulte Veterinário

Para que serve

Tratar as manifestações clínicas da dermatite atópica canina

Atenção: Esse texto não recebeu qualquer compensação do fabricante do medicamento como parte da criação deste artigo. Todo o conteúdo contido neste artigo é proveniente de fontes públicas ou do fabricante. Estamos comprometidos em fornecer informações imparciais e confiáveis para o benefício da saúde dos animais de estimação e seus tutores.


Atenção:As informações fornecidas neste texto são de natureza informativa e não substituem a orientação e o diagnóstico de um médico veterinário qualificado. É fundamental que você consulte um profissional antes de iniciar qualquer tratamento ou intervenção terapêutica em seu animal de estimação. Priorize o bem-estar do seu animal e agende uma consulta com um médico veterinário. Ao buscar atendimento profissional, você estará proporcionando ao seu pet os cuidados adequados e garantindo sua saúde e qualidade de vida.


Sobre a autora

Dra Aline Santana é médica veterinária formada pela Universidade Federal de Viçosa, com residência em clínica médica de pequenos animais pela mesma instituição. Possui mestrado e doutorado em Ciências pelo Departamento de Clínica Médica da FMVZ/USP, com período de intercâmbio realizado no exterior (University of Minnesota, Estados Unidos). Desde 2012, Dra. Aline Santana é sócia da Sociedade Brasileira de Dermatologia Veterinária (SBDV). Durante o período de 2015 a 2021, atuou como diretora de mídias e colaboradora da SBDV.


Atenção: Este texto é uma criação original e está protegido pela lei de direitos autorais. Todos os direitos estão reservados à autora, sendo proibida a reprodução, distribuição, exibição ou qualquer forma de uso sem a expressa autorização por escrito da autora. Qualquer uso não autorizado do conteúdo deste website constitui violação dos direitos autorais e estará sujeito a medidas legais. Caso você tenha interesse em utilizar este texto ou parte dele, por favor, entre em contato através do seguinte endereço de e-mail: dermaconecta@gmail.com


Referências bibliográficas

Gober M, Hillier A, Vasquez-Hidalgo MA, Amodie D, Mellencamp MA. Use of Cytopoint in the Allergic Dog. Front Vet Sci. 2022 Jul 19;9:909776


Michels GM, Ramsey DS, Walsh KF, et al. A blinded, randomized, placebo-controlled, dose determination trial of lokivetmab (ZTS-00103289), a caninized, anti-canine IL-31 monoclonal antibody in client owned dogs with atopic dermatitis. Veterinary Dermatology. 2016;27(6):478-e129.


Tamamoto-Mochizuki C, Paps JS, Olivry T. Proactive maintenance therapy of canine atopic dermatitis with the anti-IL-31 lokivetmab. Can a monoclonal antibody blocking a single cytokine prevent allergy flares? Veterinary Dermatology. 2019;30(2):98-e26.


Gonzales AJ, Humphrey WR, Messamore JE, Fleck TJ, Fici GJ, Shelly JA, Teel JF, Bammert GF, Dunham SA, Fuller TE, McCall RB. Interleukin-31: its role in canine pruritus and naturally occurring canine atopic dermatitis. Veterinary Dermatology, 24(1):48-53, 2013.



Comments


newsletter-dermatologia.png

Newsletter

Mais recentes

banner-lateral.png

Categorias

bottom of page