top of page
parceiros-dermaconecta.png

Critérios de Favrot: quais são? como avaliar?

Atualizado: 16 de ago. de 2023

O que é o critério de Favrot?

A dermatite atópica canina (DAC) é uma doença cutânea inflamatória multifatorial cuja patogênese ainda não está completamente compreendida. Sua apresentação clínica pode ser influenciada por diversas condições, tais como a genética do animal, o ambiente em que vive, a exposição a alérgenos e fatores desencadeantes das crises, como alimentos, bactérias e leveduras.


O diagnóstico desta condição é desafiador porque nenhum dos sinais clínicos é patognomônico. Para auxiliar no diagnóstico da dermatite atópica canina, Favrot et al. (2010) estabeleceram critérios clínicos conhecidos como "critérios de Favrot", os quais permitem chegar a um diagnóstico de DAC com uma especificidade de 83% e uma sensibilidade de 77%.


Esses critérios funcionam como um checklist baseado em informações da história clínica em associação com a sintomatologia clínica. Esse critérios foram desenvolvidos a partir do estudo envolvendo cães da Europa, Estados Unidos e Japão.


Quais são os critérios de Favrot?

Critérios diagnósticos da dermatite atópica canina (ao menos 5 confirmados)

  1. Início dos sintomas antes dos 3 anos de idade

  2. Cão que vive principalmente dentro de casa

  3. Prurido responsivo à glicocorticóides

  4. Prurido sine materia (prurido inicialmente sem lesão)

  5. Membros torácicos acometidos

  6. Pavilhões auriculares acometidos

  7. Borda dos pavilhões auriculares não acometidos

  8. Não acomete região lombossacral

criterios favrot

Para o diagnóstico da dermatite atópica canina usando o critério de Favrot, é necessário que pelo menos 5 dos 8 critérios sejam positivos. Essa combinação de critérios positivos indica um diagnóstico provável de dermatite atópica, com uma especificidade de 83% e uma sensibilidade de 77%. No entanto, é importante ressaltar que esses critérios embora possam auxiliar na prática clínica quando utilizados adequadamente, não devem substituir um exame clínico completo.


5 critérios: sensibilidade 77,2% e especificidade 83,0%


6 critérios: sensibilidade 42,0% e especificidade 93,7%


É importante reconhecer as limitações dos critérios de Favrot em termos de sensibilidade e especificidade, pois eles não devem ser usados como um teste diagnóstico isolado para confirmar ou descartar a dermatite atópica canina. A aplicação desses critérios deve ser feita no contexto de uma triagem para dermatites alérgicas, sendo imperativo a exclusão prévia de outras dermatopatias pruriginosas



Outros achados encontrados pelo trabalho de Favrot e colaboradores

Referência

A prospective study on the clinical features of chronic canine atopic dermatitis and its diagnosis. Vet Dermatol. 2010


Sobre a autora

Dra Aline Santana é médica veterinária formada pela Universidade Federal de Viçosa, com residência em clínica médica de pequenos animais pela mesma instituição. Possui mestrado e doutorado em Ciências pelo Departamento de Clínica Médica da FMVZ/USP, com período de intercâmbio realizado no exterior (University of Minnesota, Estados Unidos). Desde 2012, Dra. Aline Santana é sócia da Sociedade Brasileira de Dermatologia Veterinária (SBDV). Durante o período de 2015 a 2021, atuou como diretora de mídias e colaboradora da SBDV.

Comments


newsletter-dermatologia.png

Newsletter

Mais recentes

banner-lateral.png

Categorias

bottom of page