top of page
parceiros-dermaconecta.png

Cortisol como marcador de stress em cães atópicos?

Atualizado: 2 de jul. de 2023

Em um estudo realizado por pesquisadores da UFMG, o qual foi recentemente publicado na Veterinary dermatology, demonstrou que a concentração de cortisol no pelo é um potencial marcador de estresse em cães com dermatite atópica.


A dermatite atópica (DA) é um doença altamente pruriginosa e que impacta negativamente na qualidade de vida dos cães. O prurido e a gravidade da doença em cães com DA estão associados a uma frequência aumentada de comportamentos considerados indicativos de estresse.


Gravidade clínica da DAC e o nível de cortisol

No estudo, os autores encontraram uma correlação significativa entre a gravidade clínica da DA e o nível de cortisol no pelo. Interessantemente, cães que foram tratados previamente com lokivetmab (Cytopoint; Zoetis) apresentaram níveis mais baixos de cortisol no pelo.


Relação entre DAC e bem-estar

Esses resultados destacam o papel importante de terapias anti-pruriginosas não apenas no controle da doença, mas também no bem-estar dos cães. A dermatite atópica é uma condição que pode afetar significativamente a qualidade de vida dos cães.


Comments


newsletter-dermatologia.png

Newsletter

Mais recentes

banner-lateral.png

Categorias

bottom of page